8 dicas para criar uma boa fachada de loja

De um lado, temos aqueles que afirmam que a primeira impressão é a que fica. De outro, os que defendem que não se pode julgar um livro pela capa. Qual desses dois grupos de pessoas está certo quando se trata da fachada de uma loja?

Não é nem preciso pensar muito para responder: o cliente que está passando pela loja pela primeira vez, tem sim, mesmo que de forma inconsciente, o visual como fator decisivo em sua simpatia (ou antipatia) inicial pela marca.

É por isso que o trabalho de criar uma fachada não pode se resumir a escolher a cor e erguer uma placa. A fachada é a capa do livro, e é por ela que o público-alvo imagina qual será sua “leitura” ao entrar na loja.

No post de hoje, você vai descobrir oito dicas poderosas para criar uma boa fachada de loja e atrair ainda mais clientes para o seu negócio. Acompanhe:

1. Busque ajuda de um profissional especializado

O primeiro passo para criar uma bela fachada de loja é saber a hora de pedir ajuda de quem realmente entende do negócio. Se o seu negócio é novo, uma boa ideia é solicitar a ajuda do arquiteto que o projetou para indicar um bom designer especializado em layout de empreendimentos como o seu.

Esses profissionais estudarão vários elementos e, de acordo com seus conhecimentos em identidade visual e em outras questões relevantes, ajudarão a compor uma fachada realmente incrível para o seu estabelecimento.

Tenha em mente que eles estarão aptos a fazer o melhor e vão enxergar possibilidades que um leigo não visualizaria.

2. Respeite a legislação vigente

O passo seguinte para conseguir uma boa fachada de loja é reconhecer e respeitar a legislação vigente. Procure saber o que é permitido e o que não é em termos de regras de paisagem urbana na sua cidade. No momento, muitas cidades brasileiras estão normatizando a inserção de placas e letreiros luminosos a fim de evitar a poluição visual.

E não tem coisa mais incômoda do que investir tempo e dinheiro em uma fachada e depois ter que modificá-la para evitar multas. Além disso, você ainda corre o risco de ter que ficar com o seu empreendimento fechado até que as adequações sejam finalizadas. Pense na reputação da loja perante os consumidores e no prejuízo financeiro.

3. Entenda o comportamento das pessoas

Faça um exercício de observação da movimentação do bairro ou do shopping onde sua loja será montada. Pare para observar como as pessoas olham para o comércio da região e, se possível, converse com quem passa por ali.

Pergunte a eles com que frequência costumam observar as fachadas das lojas da vizinhança e quais delas acham mais bonitas. Com essas informações, tente pensar em como seu empreendimento pode se destacar.

Além disso, faça a si mesmo perguntas como: as pessoas que estão de carro conseguem observar a fachada? Os pedestres terão facilidade para notá-la? E à noite, como a sua loja pode se destacar? Dessa maneira, você pode conseguir boas ideias e alcançar o resultado desejado.

4. Invista em uma boa estrutura

De nada adianta ter uma fachada de loja incrível e uma estrutura que não conversa com o conceito. Não é só a escolha de cores e do design que influencia, mas também os aspectos estruturais.

Garanta que as instalações estejam adequadas ao público e pense em todos os detalhes. O ideal é que a loja funcione em conjunto e tudo auxilie o cliente em sua jornada de compra. Pense nos detalhes: em lojas de roupas, por exemplo, a iluminação pode até mesmo mudar a forma como as pessoas veem as cores dos tecidos. O caixa, por sua vez, também precisa ser colocado em local estratégico, de forma que o cliente veja todos os produtos antes de chegar até ele.

Outra preocupação importante é com a acessibilidade. O espaço deve estar disponível e acessível tanto para pessoas de mais idade, quanto para indivíduos com dificuldade de mobilidade e pessoas com deficiências.

5. Fique atento à poluição visual

Uma regra importante para uma boa fachada de loja é ficar atento à poluição visual. Mesmo que você queira investir bastante para se diferenciar da concorrência, procure não encher o lugar com informações excessivas. Analise, por exemplo, se é válido contar com o telefone visível na sua área de atuação, entre outros detalhes.

Misturar muitas imagens é um erro comum e também pode atrapalhar. Fique atento para o excesso de escritos, pois as pessoas nem sempre estarão com tempo e paciência para ler todos os dados. Lembre: menos é mais. É preciso investir em elegância, não em cores gritantes ou placas demasiadamente chamativas. A fachada deve ser criativa e ter destaque, mas sem perder a identidade visual da marca.

6. Adéque a fachada à identidade visual

Você certamente possui uma identidade visual específica não apenas para sua loja, mas para a sua marca como um todo. Diante disso, é fundamental harmonizar a sua fachada com essa criação, pois isso traz mais credibilidade e faz com que as pessoas identifiquem mais rapidamente o seu empreendimento.

Especialmente se você já é um pouco conhecido no mercado, tente inserir elementos que já comuniquem às pessoas o que sua empresa proporciona. Se, por outro lado, seu negócio ainda precisa ser mais conhecido, tente passar uma mensagem relacionada com aquilo que você tem a oferecer.

7. Aproveite as características do imóvel

Nem sempre é preciso fazer uma reforma profunda na fachada do imóvel alugado ou recém-adquirido. Conheça a história do prédio e aproveite as características arquitetônicas de forma criativa na hora de pensar o exterior do estabelecimento.

Se o imóvel está localizado em um edifício histórico, por exemplo, certamente existem elementos arquitetônicos que podem remeter ao período da construção. Que tal apenas restaurar a fachada e inserir artigos modernos, criando equilíbrio entre o novo e o antigo?

Cada caso é um caso, mas antes de jogar anos de história abaixo, pergunte a profissionais especializados o que é possível aproveitar para valorizar o visual da loja.

8. Seja criativo, faça da sua loja uma obra de arte

Mais uma vez, nesse ponto, a ajuda de um profissional especializado é muito importante. Juntos, vocês podem pensar em como sua loja pode ser criativa, considerando o posicionamento e a identidade visual da marca.

A ideia é fazer com que a fachada da loja salte aos olhos do público. Essa é uma forma de se diferenciar da concorrência, ganhar destaque aos olhos dos clientes — que se lembrarão mais facilmente da sua empresa — e, é claro, aumentar as vendas!

E você, já tinha parado para pensar nesses detalhes? Conhece alguma dica valiosa sobre fachada de loja que ficou de fora da nossa lista? Compartilhe aqui nos comentários. Vamos conversar!

VEJA TAMBÉM

O Natal é um momento de grande expectativa para os lojistas.…
tendencias-de-consumo-no-varejo-que-voce-precisa-conhecer
O mundo muda de tempos em tempos e o comportamento de compra acompanha…
como-escolher-um-bom-software-de-gestao-para-lojas
Não importa se estamos falando de um pequeno negócio, como…
O Natal é um momento de grande expectativa para os lojistas.…
tendencias-de-consumo-no-varejo-que-voce-precisa-conhecer
O mundo muda de tempos em tempos e o comportamento de compra acompanha…
como-escolher-um-bom-software-de-gestao-para-lojas
Não importa se estamos falando de um pequeno negócio, como…
treinamentos-de-equipe-qual-e-o-melhor-para-sua-loja
“Educação custa dinheiro, mas, da mesma forma, custa dinheiro…